Redução da despesa com a dívida

A despesa com os juros da dívida pública em Portugal continua a baixar e a um ritmo mais elevado do que o Governo esperava. A redução da factura com juros já ajudou a diminuir o défice orçamental no ano passado, o que deverá voltar a acontecer este ano. No início de 2018 este foi um dos factores que conteve o crescimento da despesa, que foi mais do que compensada pela subida da receita, principalmente a dos impostos. 

“A despesa com juros evidenciou uma queda de 7,2% no 1.º trimestre, mais acentuada do que a redução de 5,2% projectada no Programa de Estabilidade (PE) 2018-22”, escrevem os técnicos da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) numa análise à execução orçamental em contabilidade nacional – a que importa a Bruxelas – dos primeiros três meses do ano. Ou seja, em termos simples, a factura que Portugal paga pelos empréstimos que tem está a diminuir mais do que o previsto pelo Ministério das Finanças. 

Isto acontece porque houve uma diminuição da taxa de juro implícita da dívida pública no primeiro trimestre deste ano

Este artigo encontra-se em: FOICEBOOK http://bit.ly/2LbqYRQ

Anúncios