LIÇÃO DAS COISAS – António Cardoso

LIÇÃO DAS COISAS
A força lenta, doce e quente das palavras
– Mosto de um vinho antigo –
Inventando o mundo
– Ponte de amor e ódio –.
Redondas e coloridas, sabendo a cheiro
Na memória, tomam todas as formas
Do saber profundo e amarram-nos
Como escravos à História…
Afiadas, voam impossíveis e livres
E nem os deuses lhe resistem…
São dos homens: é preciso inventar
Novas palavras de amor…
(1980)

Este artigo encontra-se em: voar fora da asa http://bit.ly/2xiMdNr

Anúncios