A vocação do Estado

A vocação do Estado segundo a direita e a esquerda da direita

O governo Macron em França decidiu nacionalizar os estaleiros de Sain Nazaire. Acrescentou desde logo que a nacionalização era temporária ! E porquê ? Porque o Estado “não tinha vocação para gerir estaleiros “
E qual é então a vocação do Estado ?
Nacionalizar os prejuízos e privatizar os lucros.
 Foi assim nos ùltimos anos por exemplo  com DEXIA – o Banco franco Belga em que estes dois países em novembro de 2012 decidiram uma capitalização de 5.5 milhares de milhão de euros depois de terem injectado 6 milhares de milhão em setembro de 2008…Foi assim com a Alstom grupo de energia e transportes que emprega cerca de 75000 pessoas na Europa , foi assim com o banco Crédit Lyonnais nacionalizado nacionalizado em 1982 em que o Estado francês realizou duas operações de sabotagem  que se estimam terem custado mais de 8 mil milhares de euros para ser depois privatizado em 1999 e vendido ao Credit Agricole em 2003!
Tem sido assim por toda a U.E e não só .
 Como a indignação na opinião pública era crescente,  Bruxelas inventou os Fundos de resolução dizendo que a partir dai os contribuintes através dos fundos públicos não mais entrariam no salvamento de bancos falidos…Quem pagaria a factura no futuro seriam os accionistas e os obrigacionistas com obrigações subordinadas… Simplesmente os Fundos de resolução teoricamente financiados anualmente pelas bancas respectivas dos diversos países tem sido alimentada com empréstimos dos Estados que , com o alongamento dos prazos e taxas de juro baixas acabam por endossar encapotadamente a factura aos contribuintes
Em Portugal temos os casos do Espírito Santo … e os empréstimos do Estado ao Fundo de resolução com o argumento que a banca não teve tempo para o capitalizar e que a consolidação da banca é importante . A consolidação da Banca é importante , mas não a consolidação das fortunas dos banqueiros e dos grandes accionistas . Na Itália como a dívida publica é em grande parte interna e a Comissão para aguentar Renzi deu o dito por não dito e tem permitido as operações de salvamento com dinheiros públicos com a invenção de que se trata de operações de “prevenção” 
Descaramento não lhes falta.

.

Este artigo encontra-se em: FOICEBOOK http://bit.ly/2vaibdO

Anúncios