Vitória Popular! Nicolás Maduro: A classe operária derrotou a “greve geral indefinida” que tentou conv ocar o “seguidor de Hitler”

Caracas, 26 de julho de 2017.- “A intenção da greve geral indefinida foi derrotada e a vitória é da CLASSE OPERÁRIA”, manifestou esta 4ª feira o Presidente Constitucional da República Bolivariana de Venezuela, Nicolás Maduro Moros.

“O Estado Maior da Classe Operária deu uma resposta ao seguidor de Hitler que convocou a “greve cívica’”, sentenciou o Chefe de Estado desde Miraflores, onde realizou um encontro constituinte com o sector das perssoas com alguma deficiência.

“Seguidor de Hitler. É um estúpido, um imbecil, uma má imitação do fascismo alemão, o fascismo hitleriano”, comentou referindo-se ao deputado opositor Freddy Guevara, que mencionou sem identificá-lo pelo seu nome.

“Pretenderam impor uma greve aos venezuelanos. Venezuela o que quer é trabalho, estudo, prosperidade, amor, isso é o que queremos”, resumiu, ao felicitar os dirigentes sindicais públicos e privados.

“Estamos em ofensiva Constituinte”, reafirmou, contundente, ao agradecer aos trabalhadores, assim como aos dirigentes do sector com deficiência que participarão nas eleições de domingo 30 de julho.

Expressou que ao longo do dia um povo livre, trabalhador e farto da violência opositora da ultra-direita, se levantou desde primeira hora para trabalhar e assim o manifestou às câmaras de televisão que desde as 5h00 da manhã estavam a registar a normalidade da cidade.

“O povo está acostumado a trabalhar, o que não faz o imbecil, o seguidor de Hitler fracassado”.

Convidou os venezuelanos e venezuelanas a irem massivamente aos seus centros eleitorais este domingo 30 de julho, com o canto constituinte à flor da pele.

“O povo destapou um amor, uma paixão constituinte. A gente sabe que a 30 de julho se vão pagar todas as dívidas que a oposição tem com a Venezuela e com os venezuelanos”.

“Todas as dívidas vão ser pagas no domingo e vamos cobrá-las voto a voto.

Voto sim! Balas não!, mencionou, sendo seguido pelas pessoas que se juntavam na Praça Bicentenária de Miraflores.

[Link]

Anúncios