Segundo estudo, 40% dos jovens são mantidos com meio salário mínimo

Documento da Fundação Abrinq avalia a realidade das crianças e jovens brasileiros diante dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável propostos pela ONU Com o intuito de mostrar a situação de vulnerabilidade de crianças e adolescentes brasileiros diante dos desafios propostos pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a Fundação Abrinq divulgou hoje (25) o estudo “A Criança e o Adolescente nos ODS: Marco zero dos principais indicadores brasileiros – ODS 1, 2, 3 e 5”. Os ODS são uma agenda mundial criada em setembro de 2015 durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, com 17 objetivos e 169 metas a serem cumpridas pelas nações, inclusive o Brasil, até 2030. De acordo com o documento da Abrinq, a superação da pobreza na infância e na adolescência é um dos principais desafios do Brasil. Com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2015), do IBGE, 27% dos brasileiros vivem com até meio salário mínimo por mês. Esse percentual sobe para 40,2% entre a população de 0 a 14 anos, ultrapassando 60% de crianças e adolescentes em situação de pobreza nos estados de Alagoas, Maranhão, Ceará, Bahia e Pernambuco. “Se o país não investir de forma prioritária na […]

Ler artigo em: PORTUGAL / BRASIL – elcomunista.net http://bit.ly/2vK0Eqs

Anúncios