«Protestos massivos» foram obstáculo às intenções da troika

O Gabinete de Avaliação Independente do FMI assumiu que a troika sempre quis cortar nos apoios sociais e que o Fundo já o recomendava antes de 2011. Só não se foi mais longe pelos protestos e pela Constituição.

Ler artigo em: AbrilAbril http://bit.ly/2tz8BgA

Anúncios