Dilma: Vemos o desmonte do país que tiramos do mapa da fome

Presidenta eleita criticou, em entrevista a rádio paraibana, desmonte de direitos promovido pelo governo golpista de Temer, que piorou crise econômica. Em entrevista para a Rádio Tabajara da Paraíba, veiculada na manhã desta segunda-feira (24), a presidenta eleitaDilma Rousseff falou que somente com eleições diretas a crise irá se resolver no Brasil. Ela também criticou as medidas econômicas e políticas adotadas pelogoverno golpista de Michel Temer e defendeu o direito de ex-presidenteLula ter o direito de disputar as eleições de 2018. Questionada sobre reforma política, a presidenta relembrou o processo que se passou no Congresso após a redemocratização, com o centro passando a ser hegemonizado pela direita. “O tempo de televisão deixou de ser cláusula democrática e virou moeda de troca, assim como o fundo partidário”, afirmou. “Os mais de 30 partidos, que não têm projeto para o país, têm relação ‘dinheirista’, de emendas, cargos e privilégios, o que não leva o Brasil a um bom caminho. Não cria relação executivo-legislativo virtuosa. É preciso um processo eleitoral visando a governabilidade.” Ela comentou que a proposta de uma Constituinte é criticada por muitas pessoas, mas defendeu que não se pode cair em uma mistura de “catastrofismo com inanição”. “No Brasil, sem eleição direta, não se pode construir […]

Ler artigo em: PORTUGAL / BRASIL – elcomunista.net http://bit.ly/2vCVUTy

Anúncios