O Governo tem de dizer à PT, à MEO ou à Altice que não está acima de tudo e de todos!

Uma delegação da CGTP-IN conduzida por Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, participa no protesto dos trabalhadores da PT. Os trabalhadores estão esta sexta-feira em greve de 24 horas contra a transferência de funcionários para empresas parceiras e outras do grupo.

Para a CGTP-IN a tentativa de desmantelamento da PT MEO levada a cabo pela Altice, constitui um atentado contra os direitos dos trabalhadores e o interesse nacional e confirma que, sendo esta uma empresa estratégica para o desenvolvimento do país, nunca deveria ter sido privatizada. Neste quadro é preciso que a Administração da PT MEO saiba e sinta que não está acima da lei e do cumprimento dos seus deveres para com os trabalhadores que, ao longo dos anos, têm servido a empresa com zelo e elevado sentido de responsabilidade profissional.

É preciso que o Governo impeça interpretações subversivas da lei, com vista à segmentação da empresa, ponha termo ao assédio e ao clima de terrorismo psicológico que se instalou nos locais de trabalho, obstaculize o processo de despedimentos e trave o ataque à contratação colectiva e aos direitos fundamentais dos trabalhadores.

21.07.2017

 

Este artigo encontra-se em: Entrada – CGTP-IN http://bit.ly/2gQlDVe

Anúncios