Fazer o mal e a caramunha

Fazer o mal e a caramunha apoiado por imbecis úteis
Em declarações à imprensa em 18 de julho antes de o governo ter aceitado concretizar a reposição dos sapadores florestais e guardas florestais  , João Oliveira fez um balanço sobre a discussão e votação na especialidade dos vários diplomas propostos pelo governo, afirmando que estes diplomas não resolvem os problemas da floresta portuguesa. falta de meios, falta de investimento, falta de recursos humanos e dotações financeiras para colocar em prática o que há muito já está legislado”

O PSD e o CDS estiveram mais de cinco anos no poder , fizeram o maior desinvestimento na floresta que há memória , abriram o caminho para a plantação do eucalipto indiscriminadamente . Durante cinco anos não deram conta que o SIRESP não funcionava , mas agora D . Cristas e D Passos lá vêm com o SIRESP para a frente e para trás como se isso é que fosse a questão essencial  e  o curioso é que alguns comentadores se esquecem ou fazem esquecidos de tudo isto ( leia-se Manuel Carvalho no Publico do Belmiro ) e de que durante cinco anos  os Sapadores Florestais não foram implantados , que as celuloses e os Belmiros continuaram  a baixar o preço da madeira aos produtores e que não se avançou um milímetro na legislação já aprovada . 
Ao  preço a que a madeira está o pequeno e médio produtor não têm meios para limpar as suas matas , as suas florestas , as suas estrumeiras . 
Durante cinco anos tivemos a maior aceleração do despovoamento e desertificação do interior ,  do encerramento de serviços públicos, da emigração , do abandono de aldeias e campos de cultivo avançando o mato e a matéria  combustível,. Tivemos a desresponsabilização do Estado e a entrega da gestão do preço da madeira , não ao mercado como eles dizem , mas aos oligopólios da floresta.
Mas o SiRESP  senhores ..que durante cinco anos esteve como estava e está é que hoje parece  ser a mãe de todos os males para servir de bode expiatório à política de direita do Bloco central apoiada pelos comentadores de aviário especialistas neófitos na floresta . 
E o banco de terras para dar aos jovens produtores ?. Ora aqui está uma frase que soa bem . Conhecemos jovens que o fizeram na agricultura , mas não se conhece  nenhum jovem que o tenha feito na floresta , pois ao preço a que está a  madeira e ao prazo para recuperar o investimento -quantos anos são necessários para fazer floresta decente ?- falar na entrega de área florestada a jovens é pura demagogia e álibi para as entregar a falsas cooperativas indirectamente nas mãos das celuloses. Por que é que o Estado não toma conta dessas terras e as gere. As matas nacionais não são altamente rentáveis ? Por que razão se vai entregar riqueza nacional ao oligopólio das papeleiras e celuloses.
A fileira florestal  que  é altamente lucrativa nunca devia ter sido privatizada -não é só a PT- e esse foi o maior crime feito á floresta nacional pelos governos do Bloco Central das negociatas.que depois do mal faz agora a caramunha .

Este artigo encontra-se em: FOICEBOOK http://bit.ly/2tMj4ok

Anúncios