Chomsky sugere que Lula foi vítima de um novo tipo de golpe

Para o filósofo norte-americano, um dos maiores intelectuais da atualidade, o ex-presidente pode ter sido vítima de um novo golpe, com apoio dos EUA. Durante uma conferência na Fundação Liber Seregni, no Uruguai, nesta segunda-feira 17, o filósofo norte-americano Noam Chomsky, um dos maiores intelectuais da atualidade, sugeriu que o ex-presidente Lula tenha sido vítima de um novo tipo de golpe, com apoio dos Estados Unidos. Ressaltando a “liderança de Lula” na América Latina, Chomsky destacou que as políticas do ex-presidente petista “foram semelhantes às dos anos 60, que levaram a um golpe militar fortemente apoiado pelos Estados Unidos”. “Mas agora [com Lula no governo] os EUA não tinham condições de dar um golpe militar”, completou. Pouco antes, ele havia dito que a “América Latina foi a primeira vítima do neoliberalismo e do Consenso de Washington”. “E a América Latina foi a primeira região a dispensar e a emergir do Consenso de Washington e do neoliberalismo”, disse, segundo a cobertura feita pelo jornalista Rogério Tomaz Jr., pelo Twitter, da palestra do linguista. Chomsky disse ainda que “a estrutura de classes da América Latina possui enorme concentração de renda e desigualdade”. O intelectual norte-americano comentou a crise dos refugiados: “é uma crise cultural e moral […]

Ler artigo em: PORTUGAL / BRASIL – elcomunista.net http://bit.ly/2vjKLXq

Anúncios