Trabalho de professores cubanos em destaque

educacion CubaA ministra da Educação, Ena Elsa Velázquez Cobiella, destacou o trabalho «abnegado e constante» dos professores cubanos que trabalharam neste ano, ao fazer um balanço sobre o desempenho e os resultados do ano letivo 2016–2017.

Durante dois dias o Conselho de Direção Ampliado, do Ministério da Educação (Mined) examinou temas relacionados com as Diretrizes da Política Econômica e Social do Partido e a Revolução, aprovadas no 7º Congresso do Partido e os objetivos que a dita entidade se propôs para a etapa letiva que conclui.

«Iniciamos o ano letivo em boas condições, foram garantidos os recursos materiais e financeiros. Foi possível continuar fornecendo às nossas instituições educacionais de recursos como os laboratórios de secundária básica completos, módulos para o ensino técnico e laboratórios de idioma para as escolas pedagógicas», afirmou a titular do Ministério da Educação (Mined).

Em outro momento da sua intervenção referiu-se ao trabalho que fizeram diretivos e estudantes.

«Também quero dar um reconhecimento à família cubana que nos acompanhou durante este ano letivo, que se sensibilizou acerca da necessidade de contribuir para a formação integral das nossas crianças, adolescentes e jovens; aos estudantes, que também se esforçaram; as organizações de estudantes, políticas e os governos», manifestou Velázquez Cobiella.

AS ESCOLAS PEDAGÓGICAS

Soube-se que a formação de professores de nível médio superior mostrou avanços. Isto é devido, em boa medida, ao trabalho de formação vocacional pedagógica.

No total, existem 24 escolas pedagógicas e uma matrícula de mais de 20 mil estudantes. No próximo ano letivo deve começar a funcionar outra instituição deste tipo na província Guantánamo e uma terceira será aberta em Havana.
Cuba continuou munindo suas instituições educativas de recursos, como laboratórios para o ensino secundário, módulos para o ensino técnico e laboratórios de idioma para as escolas pedagógicas. Photo: Alberto Borrego

«Neste ano devemos começar o ano letivo com uma matrícula de formação nas escolas pedagógicas de nível médio superior de quase 28 mil estudantes. Continuamos com a formação de professores do Ensino Técnico e Profissional, de nível médio superior, e iniciamos a formação de professores de ensino secundário básico, com alunos formados no nível médio. Vamos ter no próximo curso 1.100 estudantes», assegurou a ministra.

Durante o Conselho de Direção Ampliado informou-se que o país já conta com a primeira graduação de professores de inglês para o nível elementar, estudantes que também se estão preparando em centros pedagógicos.

UMA TAREFA DE MUITO ESFORÇO

Devido à sua importância, o terceiro aperfeiçoamento do sistema nacional de educação também foi examinado. No mês de setembro serão introduzidos os primeiros resultados na elaboração dos planos de estudo, programas, orientações metodológicas e livros de texto.

«Esta é uma tarefa que requer de muito esforço de nós, em primeiro lugar, e do Instituto Central das Ciências Pedagógicas. A experiência vai chegar, neste ano letivo, a todas as províncias. Isso quer dizer que o ano letivo 2017–2018 requer, também, de trabalho para poder avançar e poder ter resultados concretos, mas depois vão se tornar gerais, a partir da data que se previu», indicou Velázquez Cobiella.

Depois da celebração desta reunião, no país todo, começaram as cerimônias de graduação e os atos do fim do ano letivo, e na ocasião cada território congratulou seus alunos e professores destacados.

LAS TUNAS COM RESULTADOS BRILHANTES

Pelo quarto ano consecutivo a província Las Tunas, território situado no oriente do país, obteve a condição de província destacada, o que segundo o dizer de Nilcer Piñeda Cruz, diretor provincial de Educação, «foi devido ao esforço dos professores, da família, dos estudantes, das autoridades políticas e administrativas».
A partir de setembro começarão a funcionar duas novas escolas pedagógicas no país. Na imagem, o centro de formação de professores de Las Tunas, província destacada por seus resultados no ano letivo que termina. Foto: Leidys María Labrador Herrera

Entre os indicadores que avalia o Mined para outorgar estas categorias estão a assistência escolar, a retenção, a aprendizagem e a promoção nos exames em todos os escalões.

http://bit.ly/2vvIubf

«Hoje, mostramos muito bons resultados nos concursos escolares, nos testes vestibulares de ingresso à educação superior, na garantia de termos todos os materiais, no bom estado construtivo de nossas escolas e na conservação da base material de estudo», referiu o funcionário.

A cobertura do pessoal docente em Las Tunas é estável e para o ano letivo 2017–2018 estão sendo criadas todas as condições para elevar os níveis de superação na pós-graduação, em parceria com a Universidade. «Isso é o que tornou possível — unido ao sentimento patriótico, revolucionário e ao compromisso de todos os educadores com Fidel — ter obtido este resultado», acrescentou Piñeda Cruz.

As outras províncias que se destacaram por suas conquistas durante o ano letivo 2016-2017 foram Guantánamo, Camaguey e Santiago de Cuba.

Igualmente mereceram reconhecimentos Cienfuegos, Pinar del Río e Havana.

Finalmente, a Direção de Tecnologia Educativa do Mined entregou dois reconhecimentos a Cienfuegos e Holguín, pelo apoio ao trabalho colaborativo na rede.

(Granma)

Ler artigo em: Cubadebate (Português) http://bit.ly/2uwAUzI

Anúncios