O sonho de Graham Greene

Escritor inglês, católico, 60 livros publicados, conhecedor do mundo como poucos, tinha um sonho que confessou a Eduardo Lourenço «o meu sonho, no que toca a Portugal, seria conhecer Álvaro Cunhal». O que teria levado este intelectual com uma mundivivência invejável nutrir tamanho interesse em conhecer Álvaro Cunhal? Uma interrogação que vos deixo.

Este artigo encontra-se em: voar fora da asa http://bit.ly/2v9GQMW

Anúncios