O anti- comunismo ante câmara do fascismo

Perante o silêncio dos europeistas – e da UE que só não aplaude por que não pode ,

o presidente reaccionário da Polônia Andrzej Duda assinou nesta segunda-feira (17) as emendas à lei que proíbe a propaganda do comunismo. Nela também é regulamentada a demolição dos momentos da época soviética, segundo o site presidencial. 

A lei entrará em vigor três meses depois de ser assinada.
“O decreto de 22 de junho de 2017, que altera a lei sobre a proibição de promover o comunismo ou outro sistema totalitário em nomes de edifícios, objetos e instalações públicas, foi assinado em 17 de julho de 2017”, afirma o site.
A câmara baixa do Parlamento da Polónia aprovou as emendas em 22 de junho à chamada lei de descomunização, estipulando assim a demolição de mais de 500 monumentos do período soviético no país.ao mesmo tempo que os sistemas balisticos americanos são instalados neste país PATRIOT

 Reagido a esta decisão, o Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que os polacos estavam liderando a corrida “antirrussa”, com 30 monumentos soviéticos profanados e demolidos no país em 2015.

De acordo com as reportagens na imprensa, há cerca de 490 monumentos soviéticos localizados em áreas públicas na Polónia.Curiosamente tudo isto se passa sem que se ouça a condenação dos defensores dos altos valores europeus e da democracia europeia !

Este artigo encontra-se em: FOICEBOOK http://bit.ly/2uws1Gi

Anúncios