Não esqueçam nem se façam esquecidos

 
17 de junho de 1944, há 73 anos no centro da cidade de Moscovo, realizou-se um dos episódios mais simbólicos e chocantes da segunda guerra mundial, generais e oficiais de altas patentes à frente de milhares de prisioneiros do Terceiro Reich desfilaram vencidos perante o sofredor povo da União Soviética.
Não foram ajudados pelas tropas do Plano Marshal, pela RAF britânica e muito menos pelo vendido exército francês, foi o esforço titânico do exército soviético a grande guerra pátria de um povo e do PCUS.

Este artigo encontra-se em: as palavras são armas http://bit.ly/2u2uqrF

Anúncios