NATO glorifica colaboracionismo com nazis no Báltico

No dia 11, a NATO publicou na sua página oficial de YouTube o filme «Forest Brothers. Fight for the Baltics», promovendo o revisionismo histórico e o enaltecimento do fascismo em detrimento da URSS. Junto ao vídeo, de oito minutos, afirma-se que, «depois da Segunda Guerra Mundial, soldados dos Bálticos que tinham lutado em ambos os lados da guerra desapareceram nas florestas para travar a guerra de guerrilha mais sangrenta na Europa contra as forças soviéticas ocupantes». No mesmo dia, a Aliança Atlântica publicou na sua conta oficial de Twitter o trailer do filme, com 55 segundos de duração, dizendo que se trata da história dos «Forest Brothers», Irmãos da Floresta, que «lutaram contra o Exército soviético pelas suas pátrias após a Segunda Guerra Mundial». Trata-se de apresentar com visível dose de heroísmo a guerrilha que, entre 1944 e 1953, lutou contra as forças soviéticas pela independência da Lituânia, da Letónia e da Estónia, sem mostrar grande preocupação pelo facto de, nessas forças, estarem integrados muitos legionários das SS nazis ou os que, nos países bálticos, haviam colaborado com as forças invasoras nazi-fascistas. Passado e presente A propósito da publicação do filme pela NATO, o portal stalkerzone.orgafirma que «a ideologia da russofobia parece subir […]

Ler artigo em: PORTUGAL / BRASIL – elcomunista.net http://bit.ly/2sVskHh

Anúncios