Oposição vai ao embate contra a reforma trabalhista e obstrui sessão

Em protesto contra a reforma trabalhista que está sendo votada neste momento pelo Senado, as senadoras Vanessa Grazziotin (PCdoB), Fátima Bezerra (PT-RN) e Gleisi Hoffman (PT-PR) presidiram a sessão como forma de resistir ao retrocesso proposto pelo governo de Michel Temer. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), tomou o microfone da senadora Fátima e tentou retirar as demais senadoras da mesa, mas sem sucesso. Ele, então suspendeu a sessão e mandou desligar o som. A transmissão ao vivo também foi suspensa. A temperatura se elevou e alguns parlamentares partiram para ofensas e o empurra-empurra deu início. “Está encerrada a sessão e não tem som enquanto não sentarmos nesta Mesa. Esta suspensa a sessão”, disse Eunício, que mandou fechar todas as entradas de acesso ao plenário e cercou o lugar de seguranças, proibindo qualquer novo acesso à sala. Ele deixou o local por volta de 12h20, rumo ao gabinete da Presidência, e disse que a sessão estava encerrada e que, inclusive, as luzes seriam apagadas e microfones desligados. Cinco minutos após, as luzes no plenário foram parcialmente apagadas. O painel eletrônico marcava a presença de 49 dos 81 senadores no plenário. A oposição atua em obstrução para tentar barrar a […]

Ler artigo em: PORTUGAL / BRASIL – elcomunista.net http://bit.ly/2sMY4hp

Anúncios