Servidores do Ministério da Cultura denunciam desmonte da pasta

Loteamento político de cargos e medidas que destroem políticas públicas culturais são criticadas por Associação de Servidores. A Associação dos Servidores do Ministério daCultura emitiu, na noite desta quarta (5) uma nota condenando o aparelhamento da pasta e o desmonte das políticas culturais promovido pelogoverno golpista de Michel Temer. Eles criticam ainda os cortes orçamentários promovidos por Temer, a desorganização que se instaurou na pasta, o loteamento político de cargos, defendendo que “a cultura é a alma do povo e, sem cultura, nenhum povo pode se desenvolver”. Leia na íntegra a nota de repúdio dos servidores ao desmanche do MinC “Os servidores do Ministério da Cultura, reunidos em assembleia extraordinária da AsMinC no dia 30 de junho de 2017, na sede do MinC, decidiram, por unanimidade, se somar às vozes roucas das ruas, que clamam por dignidade e direitos culturais no Brasil. Demonstramos o nosso mais veemente repúdio ao processo de desmantelamento e desmanche das políticas culturais brasileiras. Os cortes orçamentários, por exemplo, que foram de 43% nos últimos meses, são imorais e, inclusive, inconstitucionais. O artigo 216-A, que institui o Sistema Nacional de Cultura, determina, em seu parágrafo primeiro, inciso XII, que haja uma “ampliação progressiva dos recursos contidos nos orçamentos públicos para […]

Ler artigo em: PORTUGAL / BRASIL – elcomunista.net http://bit.ly/2sHgLHF

Anúncios