Insubmissão não significa depravação

“PROCISSÃO DA SANTA CONA INSUBMISSA”
Três mulheres estão a ser julgadas por organizar “la procesión del santo coño insumiso” dado que os “advogados cristãos” recorreram para que o processo não fosse arquivado.
O caso remonta a 1 de maio de 2014, e como os “advogados cristãos” têm andado muito ocupados na defesa dos pedófilos da Santa Madre Igreja, só agora o caso foi a julgamento e o juiz pede a cada uma das três mulheres uma fiança de 3.600 euros para fazer face à multa solicitada pela acusação, os “advogados cristãos”…
Saudades de inquisição? O céu é o território da “santa madre”. Deixem as crianças e os coños em paz.

Este artigo encontra-se em: as palavras são armas http://bit.ly/2umiCyG

Anúncios