Reabertura da Urgência de Espinho vai ser votada no Parlamento

No seguimento das quase 10 mil assinaturas entregues em Março, duas representantes do movimento foram ouvidas no Parlamento, na presença do PCP e do PS. «Dos restantes partidos, nenhum se dignou a comparecer».

Ler artigo em: AbrilAbril http://bit.ly/2sA3AIq

Anúncios