Centenas de saharauis saíram à rua em El Aaiún, exigindo a independência e a saída de Marrocos do território




Esta sexta-feira, 30 de Junho, centenas de saharauis sairam à rua no bairro de Casa Piedra em El Aaiún, territórios ocupados do Sahara Ocidental, exigindo a independência e saída de Marrocos que ocupa ilegalmente este território desde 1975.

As forças de ocupação marroquinas investiram contra os manifestantes tendo provocado dezenas de feridos.
As manifestações da população saharaui pela autodeterminação são constantes desde o início da intifada pacífica em 2010.

A comunidade internacional continua a não querer ouvir o clamor dos saharauis que utilizam todas as formas de resistência não violenta desde, 1991, data da assinatura do cessar-fogo.

Marrocos desrespeita o acordo assinado e continua a impedir a realização do referendo da autodeterminação e, ao mesmo tempo, inunda o território com colonos e forças militares, paramilitares, policiais e agentes dos serviços de inteligência, reprimindo a população saharaui e recorrendo aos métodos do apartheid para marginalizar, empobrecer e controlar.

Os jornalistas saharauis que trabalham na clandestinidade têm cada vez mais dificuldades de realizar o seu trabalho sendo sequestrados, torturados e presos

Fonte: Por um Sahara Livre

Este artigo encontra-se em: Sahara Ocidental Informação http://bit.ly/2tiUPzk

Anúncios