«Está o governo disponível para acudir à floresta portuguesa como se fosse um banco a precisar de resgate?»

No debate quinzenal realizado hoje na Assembleia da República, Jerónimo de Sousa questionou o Primeiro-ministro sobre os incêndios e as medidas de emergência a tomar de reparação e socorro às populações e sobre as opções políticas a tomar no futuro da floresta (ver aqui). Jerónimo de Sousa abordou igualmente os resultados do Relatório do Observatório dos Sistemas de Saúde, em que se destaca que são os mais pobres que têm as maiores dificuldades de acesso aos serviços e aos medicamentos (ver aqui). O Secretário-geral do PCP terminou a sua intervenção referindo-se ao investimento na manutenção da frota dos navios da Transtejo e Soflusa de 10 milhões de euros (ver aqui). [1ª Intervenção] Senhor Presidente, Senhor Primeiro Ministro Ainda sobre os incêndios. Este é o tempo de tomar medidas de emergência de reparação e socorro às populações e prevenção para os próximos meses. E essas não podem faltar! Congratulamo-nos que hoje na conferência de líderes tenha sido aceite uma nossa proposta para de imediato elaborar uma Lei com esse objectivo. É preciso também que o Governo esclareça, e é ao Governo que compete esclarecer, no meio de relatórios e informações contraditórias, o que correu mal ao nível dos meios, das comunicações, […]

Ler artigo em: PORTUGAL / BRASIL – elcomunista.net http://bit.ly/2tZ90K4

Anúncios