Se o SIRESP não funciona quando é preciso, privados ficam isentos de responsabilidade

Se o sistema de comunicações de «emergência e segurança» não funcionar por catástrofes para as quais deve dar resposta, o consórcio ao qual foi contratado fica isento de culpas, de acordo com o contrato de parceria público-privado.

Ler artigo em: AbrilAbril http://bit.ly/2thQ6AL

Anúncios