Teodora Cardoso e Campos e Cunha recusam soluções para a dívida

Na apresentação de um estudo sobre a dívida pública portuguesa, Teodora Cardoso e Luís Campos e Cunha reconheceram que os juros não podem continuar acima dos 4% do PIB, mas são incapazes de apresentar soluções.

Ler artigo em: AbrilAbril http://bit.ly/2sc4s51

Anúncios