Frente Polisario denuncia novas violações do acordo de cessar-fogo no Sahara Ocidental

O Presidente da República Saharaui e Secretário-Geral da Frente Polisario, Brahim Gali, denunciou as contínuas violações do cessar-fogo por parte de Marrocos. A última das quais foi a presença de lanchas de guerra marroquinas avistadas a 10 de maio 2017 a 50 quilómetros foram da zona tampão.
O Presidente da República pediu este sábado em carta dirigida ao Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, trabalhar para deter a contínua atividade civil e o trânsito de centenas de camiões marroquinos pela estrada de Guerguerat, e a incessante atividade da marinha marroquina na costa da região.
O dirigente saharaui sublinha que Marrocos com esta nova incursão acaba de sabotar os acordos firmados sob os auspícios das Nações Unidas entre as duas partes. As suas tropas voltaram a infringir o acordo de cessar-fogo de 1991 e o Convénio Militar complementar número 1 de  1997.

 

Bhraim Ghali reiterou o seu mais enérgico repúdio por este nova conduta agressiva marroquina e sublinhou que esta violação reflete uma clara falta de seriedade com o espírito e a letra da resolução 2351, que foi aprovada pelo Conselho de Segurança da ONU há apenas dez dias.

Este artigo encontra-se em: Sahara Ocidental Informação http://bit.ly/2pDCpea

Anúncios